Páginas

Marcadores

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

P.S. Eu Te Amo(P.S. I Love You) - Cartas



1ª carta
Oi, amor. Supresa! Sei que isso deve parecer um pouco mórbido, mas detesto pensar que não estarei aí para ver você pirar por ter feito 30 anos. Quero morrer por não estar aí. Engraçado! Está bem. Não, não é. Vai ficar impressionada. Tenho um plano. Dá pra acreditar? Escrevi cartas pra você. Cartas que chegarão de tudo que é jeito. Pensei em esperar até seu aniversário, pois achei que não ia sair de casa por um tempo. A carta número um vai chegar amanhã. Você tem que fazer o que eu disser, certo? Certo? E não tente descobrir como as cartas chegam. É um plano inteligente e iria estragá-lo. Coopere comigo nessa. Porque a questão é que eu ainda não posso dizer adeus. Então para começar quero que você se arrume e saia para comemorar esta noite. Saia com suas amigas libero você de uma festa em família, sobretudo sua mãe. Puxa, sua mãe está aí, não está? Merda. Desculpe Patricia. Não é que eu não goste de você. Mas ela precisa fazer umas loucuras. Coma uma fatia de bolo, ponha seu vestido de festa e saia do apartamento. Denise planeje algo. Deixe-me com o John, está bem? Saiba que onde quer que eu esteja, estou com saudades. Feliz aniversário. Eu te amo.



2ª carta
Evite hematomas e compre um abajur. E lembre-se: uma diva da discoteca tem que estar bem produzida. Vá comprar uma roupa de arrasar. Na próxima carta vai precisar dela. Sei que detesta seu trabalho, mas vou ajudar. Procure um sinal vai saber o que fazer. P.S.: Eu te amo.


3ª carta
Vamos lá diva da discoteca! Karaokê este mês. Pode ser recompensada. P.S.: Eu te amo.

4ª carta
Minha jaqueta de couro é pra você. Sempre gostei de como ela fica em você. Mas do resto das minha coisas você não precisa. Faça um espaço pra você nessa droga de apartamento. Chegou a hora. P.S.: Eu te amo.



5ª carta
(Cena deletada) Peça para John lhe levar nessa agência de viagens que está escrito aí! Chegando lá procure por Bárbara, ela irá lhe ajudar! P.S.: Eu te amo.

6ª carta
Para Sharon: Oi mãezona. Faça com que meu amor se divirta. Você e John façam tudo o que quiserem, sempre que quiserem. E façam meu amor fazer coisas legais. Quero que a levem para pescar. E para você um beijão como daquele cavalinho suado.


7ª carta
Para Denise: Denise, leve Holly ao Whelan's, meu bar favorito. Dá para ouvir música boa, ver gente bonita. E, Denise você vai pro céu por ser amiga do meu amor. Estou providenciando tudo aqui pra você. Há uns homens sexys a sua espera. Eu soube que Ben Franklin parece um cavalo de corrida! Amo você.


8ª carta
Para minha garota de Galway. Você é um anjo por visitar meus pais. Eu falei que minha mãe não odiava você. Bem, não mais. Está sentada no meu forte, onde tive meus grandes pensamentos. Foi aqui que fiquei pensando em você, logo que nos conhecemos. No início, você não parecia real. Eu nunca tinha visto tantas cores numa garota. Mas você combinava com aquele lugar. Você e todas as suas cores. Lembra-se da primeira coisa que você me disse? (Estou perdida.). Ah você não parecia perdida. A mim não parecia. A história de não conversar não durou muito. Em pouco tempo, não conseguia fazer você parar de falar. Mas você era uma graça tentando me impressionar com William Blake e seus grandes planos. Eu não fazia idéia do que você estava falando... mas estava adorando seu jeito de falar. Na verdade não entendia nada. Eu me apaixonei por você naquele instante. A vida havia mudado. E agora mudou de novo amor. Não é de mim que eu me preocupo que você não se lembre. Mas não se esqueça da garota espontânea que você era. "Meu negócio é criar. O que a gente faz não importa". Você me disse isso, lembra-se? P.S.: Bem, vá para casa. Descubra. Descubra aquela coisa que torna você uma pessoa única. Eu vou ajudar. Procure um sinal. Se precisar arrumar um emprego para viver, seja realista, amor. Não pode ser agente secreta, e não existem caça-vampiros.

 9ª carta
Querida Holly, eu não tenho muito tempo. Não digo literalmente. Você foi comprar um sorvete e vai voltar logo. Mas tenho a impressão de que é a ultima carta. Porque só resta uma coisa a lhe dizer. Não é para se lembrar sempre de mim ou comprar um abajur, você pode se cuidar sem a minha ajuda. É para lhe dizer como você mexeu comigo, como você me mudou. Amando-me, você fez de mim um homem, Holly... e por isso eu sou eternamente grato. Literalmente. Se pode me prometer algo prometa que... sempre que você se sentir triste ou insegura... ou que sua fé vacilar... você vai tentar olhar pra si mesma com meus olhos. Obrigado pela honra de tê-la como esposa. Não tenho do que lamentar. Tenho muita sorte. Você foi minha vida Holly, mas eu sou apenas um capítulo da sua. Haverá mais. Eu prometo. Portanto aqui vai meu grande conselho. Não tenha medo de se apaixonar de novo. Fique atenta àquele sinal de que não haverá mais nada igual. P.S.: Eu sempre te amarei.




10ª carta
De: Holly
Para: Gerry
Querido Gerry, disse que queria que eu me apaixonasse de novo. E talvez um dia eu me apaixone. Mas existem tantos tipos de amor. Esta é minha única vida... e é maravilhosa e terrível, curta e interminável... e ninguém sai dela com vida. Não tenho planos, mas está na hora de a minha mãe rir de novo. Ela nunca viu o mundo. Nunca viu a Irlanda. Então, vou levá-la aonde começamos. Talvez agora ela entenda. Não sei como você fez isso, mas você me trouxe de volta à vida. Logo vou lhe escrever de novo.
P.S.: Adivinhe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário