Páginas

Marcadores

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Frases e diálogos do livro Vampire Academy - Richelle Mead




Lissa e eu éramos amigas desde o jardim da infância, quando nossa professora nos colocou em duplas para os exercícios de escrita. Forçar uma criança de cinco anos a soletrar Valisia Dragomir e Rosemarie Hathaway era mais do que cruel, e nós teríamos – ou melhor, eu teria – respondido apropriadamente. Eu atirei meu livro na professora e a chamei de fascista bastarda. Eu não sabia o que aquelas palavras significavam, mas
eu sabia como acertar um alvo em movimento.
Lissa e eu tínhamos sido inseparáveis desde então.

“Guardião Belikov é o guardião da princesa agora,” Kirova disse. “O guardião
autorizado dela.”
“Você contratou mão-de-obra barata estrangeira para proteger Lissa?”

“Hey Mason, enxugue a baba da cara. Se você vai pensar em mim nua, faça isso num  lugar apropriado.”

“Essa é a minha vez, Hathaway. Eu estou conduzindo a aula de hoje.”
“Oh, é?” eu repliquei. “Hum. Bem, eu acho que essa é uma boa hora para você pensar em mim nua, então.”
“Sempre é uma boa hora pensar em você nua,” acrescentou alguém por perto,  quebrando ainda mais o clima pesado. Eddie Castile.

Eu tinha um acordo sólido com deus: eu concordava em acreditar nele – somente – se ele me deixasse dormir aos domingos.

 “Você não pode sair por bom comportamento?” brincou.
Eu dei a ele o que eu esperava que fosse um sorriso sedutor enquanto encontrava assento. “Claro,” eu disse sobre meu ombro. “Se eu algum dia tivesse sido boa”.


...mas alguns dias, eu vivia por aqueles sorrisos.


“Maravilhoso” nem de longe era adequado para descrever ele.

Eu não podia ser a namorada do Mason, porque quando eu imaginava alguém me segurando e sussurrando coisas sujas no meu ouvido, ele tinha um sotaque russo.

“Yeah, bom, todos temos que fazer coisas que não gostamos. É a vida.” (Christian)

“Se eu me transformasse numa Strigoi... eu iria querer que alguém me matasse.”
“Eu também,” ele disse baixo. Eu pude perceber que ele teve o mesmo flash de
entendimento, o mesmo senso de conexão entre nós.

“Você viu aquele vestido?”
“Eu vi o vestido.”
“Você gostou?”
Ele não respondeu. Eu entendi como um sim.
“Eu vou por em perigo minha reputação se eu o usar no baile?”
Quando ele falou, eu mal pude ouvir ele. “Você vai por em perigo a escola.”

A única coisa melhor que imaginar Dimitri me carregando em seus braços, era imaginar ele me carregando sem camiseta em seus braços.

Ele riu abertamente, e o som me envolveu como um carinho. Deus, eu adorava o som da risada dele.

Seus olhos eram tão negros e profundos que eu queria mergulhar neles. Olhar
para eles me fez sentir calor em todo o meu corpo, como se eles tivessem fogo dentro deles. Devagar, com cuidado, aqueles longos dedos dele traçaram a beira das minhas bochechas, se movendo para cima do meu rosto. Ao primeiro toque da pele dele na minha, eu me arrepiei. Ele segurou um pouco do meu cabelo com um dedo, como ele tinha feito na academia. Engolindo, eu arrastei meus olhos para os seus lábios. Eu estava contemplando o que parecia que seria um beijo. O pensamento me excitava e assustava, o que era estúpido. Eu tinha beijado muitos caras e nunca pensei muito sobre isso. Não tinha razão para que outro – mesmo um mais velho – devesse significar tanto.

“Você acha que eu sou bonita?”
Ele me deu um olhar serio, como ele sempre fazia. “Eu acho que você é linda.”
“Linda?”
“Você é tão linda, que às vezes chega a me doer.”

Eu gostava do jeito que ele me olhava, como se eu fosse a coisa mais sexy, a coisa mais incrível no mundo. Eu gostava do jeito que ele dizia meu nome em Russo, murmurando com uma oração: Roza, Roza...

“Mesmo que você escolha não dizer nada, você precisa entender que foi um erro. E
nunca vai acontecer de novo,” ele acrescentou.
“Porque você é muito velho pra mim? Porque não é responsável?”
Sua face estava perfeitamente vazia. “Não. Porque eu simplesmente não estou
interessado em você desse jeito.”

“Você entende? Deus, Natalie. Você... você mudou. Só porque ele te pediu?”
“Meu pai é um grande homem,” ela respondeu. “Ele vai salvar os Moroi dos Strigoi.”
“Você está louca?” Eu choraminguei. Eu estava me afastando e de repente atingi a
parede. Minhas unhas afundaram nela, quando eu pensei que podia passar por ela.
“Você é um Strigoi.”

E então, de repente, ele estava lá, correndo pelo corredor parecendo a Morte num casaco de cowboy.

“Você queria? Você me queria?”
As palavras dele saíram espessamente. “Sim, Roza. Eu queria você. Eu ainda quero. Eu queria... que nós pudéssemos ficar juntos.”

“Porque nós não podemos ficar juntos.”
“Por causa da coisa idade, certo?” Eu perguntei. “Porque você é o meu mentor?”
Seus dedos gentilmente limparam uma lágrima que escorreu pela minha bochecha.
“Isso é parte do motivo,” ele disse. “Mas também... bem, você e eu seremos guardiões de Lissa algum dia. Eu preciso protegê-la a todo custo. Se um grupo de Strigoi vier, eu preciso jogar meu corpo contra o dela para proteger ela.”
“Eu sei disso. É claro que é isso que você tem que fazer.” As estrelas estavam girando na minha mente de novo. Eu estava perdendo a consciência.
“Não. Se eu me deixar amar você, eu não vou me jogar na frente dela. Eu vou me jogar na sua frente.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário