Páginas

Marcadores

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Citações e frases One Tree Hill - 4ª temporada



Brooke: “Isso é sobre mim. Eu te amo, Lucas. E eu provavelmente sempre irei. Mas nós passamos dias sem conversar, e eu costumava sentir tanto a sua falta quando isso acontecia. Mas nunca pareceu que você sentia minha falta... E eu acho que por causa disso eu parei de sentir sua falta. Quero dizer, olhe o dia de hoje...”
Lucas: “Eu acho que deveria ter dito algo, qualquer coisa. Quero dizer, para um cara que quer ser um escritor de repente pareceu que nenhuma palavra devesse, jamais, ter sido escrita. É só que... Quando alguém te diz que de alguma forma parou de sentir sua falta, você está ferrado não importa o que diga.”
Brooke: “Não deveria ser assim, Lucas.”
Lucas: “Brooke...”
Brooke: “Me desculpe... Eu, eu não posso mais continuar com isso.”
Lucas: “Viu? Mas deve haver alguma palavra, certo? Algo que ninguém jamais houvesse dito na história do mundo, algo que pudesse mudar isso. Brooke [...] Eu sinto muito.”
Brooke: “Yeah, eu também.”
Lucas: “Não havia nada.”


Mouth: “E até que encare todos os erros que cometeu, você nunca vai mudar.”
Rachel: “As pessoas não mudam, Mouth.”
Mouth: “Mas podem mudar. Não mudam apenas porque é mais fácil não mudar. Estamos sempre esperando para que nossas vidas comecem, como... Achando que seremos outra pessoa algum dia. Pelo que estamos esperando? Tudo que temos é o agora, Rachel. Não fuja disso. Sou a favor de viver a vida ao máximo, mas esse dia não pode acabar logo?”


Lucas
”Tree Hill é apenas um local em algum lugar do mundo, talvez seja bem parecido com seu mundo, talvez não se pareça em nada. Mas se olhar de perto, poderá ver alguém como você. Alguém tentando encontrar seu caminho, alguém tentando encontrar seu lugar, alguém tentando encontrar a si mesmo. Às vezes é mais fácil se sentir como se fosse o único no mundo que está lutando, que está frustrado, insatisfeito, que mal está conseguindo.
Esse sentimento é uma mentira. E se puder apenas aguentar apenas encontrar a coragem para encarar tudo isso por mais um dia, alguém ou algo, irá te encontrar e fazer com que tudo fique bem. Porque todos precisamos de um pouco de ajuda às vezes, alguém para nos ajudar a escutar a música do mundo, para nos lembrar que nem sempre será assim.
Esse alguém está por aí. E esse alguém irá te encontrar.”


Rachel: “Acha que as pessoas podem mudar, Brooke? Mudar de verdade?”
Brooke: “Bem, eu gostaria de dizer que sim, mas honestamente, eu não acho que possam. No fim do dia, você é quem é, e quem sempre foi.”


 “Existem momentos em nossas vidas que nos vemos em uma encruzilhada.
Com medo, confusos, sem um mapa. As escolhas que fazemos nesses momentos podem definir o resto da nossa vida. Claro que quando se está de frente com o desconhecido, a maioria de nós prefere dar meia-volta e retornar.
Mas às vezes as pessoas pressionam por algo melhor. Algo além da dor de continuar sozinho. E além da bravura e coragem que leva para se aproximar de alguém. Ou de dar uma segunda chance para alguém. Algo além da quieta persistência de um sonho.
Por que você só descobre quem realmente é, quando é testado. E você descobre quem pode ser, quando é testado. A pessoa que você quer ser, existe. No lado oposto de fé, crença e trabalho pesado. E ter uma dor no coração, que o medo está pela frente.”



“Você já olhou para uma foto sua e viu um estranho no fundo? Faz-te perguntar, quantos estranhos tem uma foto sua? Quantos momentos da vida dos outros nós fizemos parte? Ou se fomos parte da vida de alguém quando os sonhos dessa pessoa se tornaram realidade? Ou se estivemos lá, quando os sonhos delas morreram. Nós continuamos a tentar nos aproximar? Como se fossemos destinados a estar lá. Ou o tiro nos pegou de surpresa. Pense... podemos ser uma grande parte da vida de alguém... e nem saber.”


Conversa Karen e Dan
Karen: “Eu queria te perguntar algo sobre basquete...”
Dan: “Se tivesse um charuto e um whisky na sua mão eu acharia que estava sonhando.”
Karen: “Isso foi um erro.”
Dan: “Karen, sinto muito, o que quer saber?”
Karen: “Por que ter basquete na sua vida era tão importante?
Dan: “É a única coisa em que eu sabia que era bom. As pessoas contavam comigo, e eu nunca as desapontei. É o melhor sentimento no mundo. E quando isso se foi, eu nunca mais soube quem eu era. Da medo quando você perde o seu caminho. Você nunca sabe se vai reencontrá-lo. Mas o que te faz vir aqui no meio da noite para perguntar sobre um jogo?”
Karen: “Lucas está perdendo seu caminho. E eu queria ter certeza de que
ele ficaria bem sem o basquete.”
Dan: “Eu não sou a melhor pessoa para responder isso.”


 “Há certo momento que toda sua vida sai de seu curso.
Nesse momento de desespero você deve escolher a sua direção.
Você lutará pra seguir o caminho?
Outros vão dizer quem você realmente é?
Ou você mesmo vai se rotular?
Você será honrado pela sua escolha?
Ou abraçará seu novo caminho?
Cada manha você escolhe em seguir em frente ou em simplesmente desistir.
Há certo momento que toda vida sai de seu curso.
Nesse momento de desespero, quem você será?
Você baixará a guarda?
E achará conforto em alguém em que não esperava?
Você esticará os braços?
Você enfrentará seus maiores medos corajosamente?
E seguirá em frente com fé?
Ou você vai sucumbir a escuridão da sua alma?”


 “A vida vem a nós saindo da escuridão e existem momentos em que você deve ir atrás dos medos e enfrentá-la... Uma vida pode surgir em você de fora da escuridão, quem você ira escolher para encarar isso, poderia ser uma pessoa que você confia ,ou ser sábio, e o amor que eles tem por você ajudará a te guiar até a luz, ou então você se perdera nessa escuridão, será que te darão escolhas nobres? Ou será que essa pessoa é alguém que está testando, alguém novo. A vida exige que você saia da escuridão, quando sairmos, existe uma pessoa na sua vida com quem você pode contar.
Alguém estará te observando quando você tropeçar e cair. E nesse momento, te dará força para encarar seus medos sozinho.”


Lucas
“Receio vem em tudo que é forma e tamanho.
Algumas são pequenas, quando fazemos algo ruim por uma boa razão.
Algumas são grandes, como quando decepcionamos uma amiga.
Alguns de nós fugimos da dor do receio, fazendo a escolha certa.
Alguns de nós temos pouco tempo para receio, pois estamos esperando o futuro.
Algumas vezes temos que lutar pra entrar de acordo com o que passou.
E algumas vezes enterramos nossos receios, prometendo mudanças.
Mas nossos maiores receios não são por coisas que fizemos.
São pelas coisas que não conseguimos fazer
Coisas que não conseguimos dizer que poderia salvar alguém que gostamos.
Principalmente quando se pode ver a tempestade se aproximando desse lugar.”

Whitey
”Vocês sabem, o basquete foi o meu primeiro amor. A maioria dos que estão aqui reconhecem: a gente nunca esquece o nosso primeiro amor. Meu único receio é que eu não pude compartilhar desses momentos maravilhosos com o outro amor da minha vida; minha falecida esposa Camilla. A Camilla foi a única pessoa que me entendeu completamente. Estar com ela fazia todas as outras coisas parecer menos importantes.
No momento em que a conheci, eu sabia que estava olhando para o meu futuro e eu sabia que nenhuma outra pessoa poderia estar entre nós. Eu sei que a Camilla adoraria esses garotos. Eu quero agradecê-los e eu quero agradecer a todos vocês, por terem-me deixado passar o tempo com o primeiro amor da minha vida.”


Brooke: “Luke!”
Lucas: “Meu Deus! Isso é incrível!”
Brooke: “Isto é um sonho se tornando realidade.”
Brooke: “Então, quem você quer do seu lado?”
Brooke: “Vai... Está tudo bem! Vai!”
Peyton: “Ei, belo arremesso!”
Lucas: “Belas pernas!”
Peyton: “Bem, vejo você por ai.”


Mouth
”Digam o que quiserem sobre a empolgação do esporte nessa era corporativa, onde atletas super bem pagos esperam ter tratamento de rei. Mas ainda há algo tão unificante sobre o esporte na sua forma mais pura. Quando os atletas se superam e tocam a grandeza e fazendo isso nos lembram que também temos grandeza dentro de nos”


 “E essa oportunidade não surgirá nunca mais para o Tree Hill Ravens.
Há lágrimas e perguntas, começando com:
‘O que aconteceu com Scott?’
Ele tem muita explicação a dar.
Não tenho dúvidas. Muitos corações estão quebrados em Tree Hill esta noite.”


”O tempo está se esgotando, e preciso te contar.
Tem que lamentar por Nathan Scott.
Quero dizer, é claro que ele cometeu alguns erros, mas você percebe que se acabar assim, ele nunca vai conseguir se perdoar.
Lucas Scott está sendo ovacionado.
Não duvidaria que se não o carregassem daqui hoje, ele nunca mais voltaria.
Eu nunca vi alguns desses garotos tão felizes.
E você pode culpá-los? Eles esperaram muito tempo por esse momento.
E lá, no centro de tudo, está Whitney Durham, parado sozinho.
Senhoras e senhores, os Ravens de Tree Hill são campeões no final.
E não há ninguém sem chorar no ginásio.”


 “Alguma vez se perguntou o que marca seu tempo aqui? Se uma vida pode mesmo causar algum impacto no mundo? Ou se nossas escolhas fazem diferença? Às vezes, para andar para frente você tem que, primeiro, recuar.”


Lucas: “Isso é um absurdo! Essas pessoas são boas e continuam acontecendo coisas más com elas. Você é um cara bom, Keith...”
Keith: “E daí?”
Lucas: “E você levou um tiro por isso. Peyton perdeu as duas mães, levou um tiro e foi atacada. Haley está na sala de cirurgia!”
Keith: “E daí?”
Lucas: “De que adianta a gente ser legal se as coisas rolam desse jeito?”
“Muita gente é mais forte do que pensa. Só que, às vezes, esquece de acreditar.”
“Tudo bem, Luc. Não vim fazer você acreditar em mim; vim fazer você acreditar em você.”
Lucas: “O céu existe, Keith?”
Keith: “Não sei. Existe?”
Lucas: “Ah, você é muito ruim... Porque, se existe, quero saber se posso ir com você.”
Keith: “Isso depende de você, Luc. Seu futuro ainda está em aberto. Mas eu quero que entenda: se voltar, vai passar por fases difíceis, dores da alma e do corpo; mas também haverá amor, risos, e uma vida cheia de realizações. É com você.”


Lucas: “Eu tenho de voltar.”
Keith: “Tem mesmo?”
Lucas: “Nunca disse a Peyton que a amo.”
“Abra os olhos, Luc, abra os olhos.”
Keith: “É fácil falar “eu te amo” para as pessoas que importam. Você nunca sabe quando pode perdê-las. Ou quando elas podem perder você.”


 “Você já teve um sonho que parecia tão real que quando acordou não sabia em que acreditar? O que você faria se o que você pensou fosse verdade e se o que você pensou não fosse verdade? Você iria se retirar dos seus sonhos com a esperança de encontrar uma realidade mais perfeita? Às vezes a vida é mais estranha do que um sonho. O único caminho é você acordar e enfrentar as mentiras ocultadas na sua alma e você só pode esperar que naqueles momentos de reflexão escura você não seja sozinho.”


Peyton
“As pessoas sempre partem... Às vezes a dor se torna uma parte grande da sua vida que você espera por ela sempre porque você não consegue lembrar a parte de sua vida sem ela. Mas um dia, você sente algo a mais. Algo que você sente errado só porque não é familiar e esse momento você percebe que você é feliz.”


 “A felicidade vem em muitas formas. Na companhia de bons amigos, no que se sente quando realiza o sonho de alguém, ou na promessa de esperança renovada. Esta tudo bem em deixar-se ser feliz. Porque você nunca saberá quão rápida essa felicidade irá durar.”

Lucas
“Você já se perguntou quanto tempo demora em mudar sua vida? Quanto tempo é o bastante para alterar sua vida. São 4 anos de colegial. 1 ano? Uma turnê de rock de oito semanas? Sua vida pode mudar em um mês? Ou em um único dia? Nós sempre estamos com pressa, para crescer, para ir a lugares, seguir adiante. Mas quando você é jovem... Uma hora... Pode mudar tudo.”


Chasse: “Brooke Davis e aprendi uma coisa: as pessoas irão te rotular... mas é como você supera esses rótulos... Isso é o que realmente importa.”
Brooke: “Eu passei uma hora com o Chase Adams. Ele é do Clean Teens... e isso é bem legal!”
Peyton: “As pessoas acham que conhecem Nathan Scott. Eu sei que eu achei que conhecia. Mas eu descobri algo novo hoje: Nathan Scott é um mártir. Ele também será um pai maravilhoso.”
Nathan: “Eu passei a aula com Peyton Sawyer. Eu me lembrei de como ela é uma boa amiga. Eu também aprendi que, considerando seus acontecimentos recentes... ela não está pronta para essa coisa de foto.”
Mouth: “Alguns de vocês já conhecem a Shelly Simons, Clean Teen. Mas hoje eu pude conhecer a Shelly Simons: adolescente (teen). Eu também à convidei para o baile de formatura.”
Shelly: “Há uma hora eu chamei o Marvin McFaden de bonzinho. Ele é bonzinho. Mas eu deveria tê-lo chamado de perigoso. Eu também disse “sim” para o baile de formatura.”
Rachel: “Eu arrebentei nesses 50 minutos... durante o qual Bevin me falou... que sempre quis ser homem.”
Bevin: “Eu passei uma hora com a Rachel. E acho que hoje ela aprendeu que eu não sou idiota. Essa é a minha foto dela.”

Skills: “Durante esse anos eu conheci a Haley James inteligente, Haley James sarcástica, Haley James Scott rockstar... Haley James Scott prestes a ser mãe. Hoje, eu tive uma idéia do que a Haley é de verdade: Minha amiga de verdade. Ela está ficando mais pesada também.”
Haley: “Skills tem sido meu amigo desde que éramos pequenos. E hoje eu me lembrei porque ele é um bom ouvinte. Ele vai se dar muito bem na faculdade. E ele merece estar no topo do mundo.”
Glenda: “Há quinze minutos eu chamei o Lucas Scott de atleta. Mas eu estava errada.
Ele é mais do que uma simples palavra. Eu acho que todos somos mais do que isso.
De qualquer jeito, eu aprendi que o Lucas se parece muito comigo. Quem poderia imaginar?”
Lucas: “Eu gostaria de ter andando com a Glenda antes de hoje. Algo me diz que ela teria sido uma grande amiga. Mas é bom saber que ainda há um tempinho para que isso seja feito.”
Bevin: “Eu sei que as pessoas pensam que sou estúpida. Mas eu não sou idiota. Eu apenas deixo você e as outras garotas terem o seu momento porque eu sei que é assim que vocês precisam ser. Eu acho que o Professor Carl está certo. Muito em breve nós todos vamos nos formar e eu posso começar de novo. Mas vai ser mais difícil para aquelas pessoas que precisam desse lugar para fazê-las se sentirem especiais. Pessoas que usam o colegial para levá-las para cima e acabam descobrindo que o mundo real não liga muito para quem você foi ao colegial. Pessoas como você.”


Lucas
“Você já se perguntou se somos nós que fazemos os momentos em nossas vidas ou se são os momentos da nossa vida nos fazem? Se você pudesse voltar no tempo e mudar apenas uma coisa na sua vida, você mudaria? E se mudasse, será essa mudança tornaria a sua vida melhor? Ou será que ela acabaria partindo o seu coração? Ou partindo o coração de outro? Será que você escolheria um caminho totalmente diferente? Ou você só mudaria uma única coisa? Um único momento. Um momento que você sempre quis ter de volta.”


William Blake escreveu
“Há coisas que são conhecidas
E coisas que são desconhecidas
E entre elas, há portas.”


Conversa entre Haley e Nathan
Haley: “Não é o meu sonho que está morrendo, é o seu.”
Nathan: “Eu sei que vai ser difícil. Eu sei disso, mas... As pessoas que eu admiro, são as pessoas que criaram uma vida própria depois que seus sonhos morreram.”


Às vezes pergunto-me se tudo ainda é absoluto.
Se ainda existe o certo e o errado.
Bom e ruim.
Verdades e mentiras.
Tudo é negociável... deixado aberto à interpretações, ótimo!
Às vezes somos forçados a driblar a verdade.
Transformá-la.
Porque somos colocados à frente de coisas.
Que não foram criadas por nós.
E às vezes.
As coisas simplesmente chegam até nós.
A verdade ainda é absoluta.
Acredite nisso.
Mesmo que essa verdade seja dura e fria.
E mais dolorosa do que você jamais imaginou.
E mesmo quando a verdade.
É mais cruel do que qualquer mentira.


Conversa entre Nathan e Whitney
“Quando alguém diz que você não pode fazer algo, você tem que lutar e mostrar que ele esta errado. As pessoas adoram aqueles que ressurgem das cinzas.”



Lucas
“Dia de Formatura. Tree Hill High. O dia em que oficialmente deixamos o refúgio do colegial e começamos realmente nossas vidas. Mas como são essas vidas, enquanto entramos esse mundo? O que mais importa: são as coisas que criamos, As coisas que conquistamos, o mundo que ganhamos. É sobre quem somos quando falhamos. O que é mais importante? O que nos tornamos, ou como?”


Discurso Haley
“Distintos convidados, pais e formandos. Meu melhor amigo me lembrou de uma citação de William Shakespeare que me parece apropriada:
‘Existe uma maré nos casos dos homens a qual, levando á inundação, nos encabeça á fortuna. Mas omitidos a viagem das vidas deles está restrita em sombras e misérias...
Em um mar tão cheio estamos agora a flutuar. E nós devemos pegar a correnteza quando nos for útil, ou perder as aventuras á nossa frente.’
Eu acho que o que essa citação significa... É que a vida é curta e as oportunidades são raras. E nós temos que ficar de olhos e protegê-las, e não só as oportunidades de sucesso, mas as oportunidades de rir, de ver o encanto do mundo, e de viver. Porque a vida não nos deve nada, na verdade eu acho que nós devemos algo ao mundo. E se nós apenas acreditamos... Desculpe, eu preparei mais, mas acho que eu vou ter meu bebê!”
Brooke termina
“Agora é a hora de nós brilharmos. A hora em nossos sonhos estão a nosso alcance e as possibilidades são vastas. Agora é a hora de nos tornarmos pessoas que sempre sonhamos ser.”


Lucas escreveu sobre a Brooke no seu romance
“Ela era ferozmente independente, Brooke Davis. Brilhante, linda e brava. Em dois anos, ela cresceu mais do qualquer pessoa que já conheci. Brooke Davis vai mudar o mundo algum dia. E nem sei se ela sabe disso”



Nathan
Como pessoa, eu estava bem perdido. Mas, nos últimos quatro anos, eu tenho bebido cerveja forçado para crescer. Eu parei de deixar os meninos me definir e eu comecei a acreditar em mim e no meu potencial. E no meio do caminho, perdi a garota que finalmente cresceu.



Keith
É fácil falar “eu te amo” para as pessoas que importam. Você nunca sabe quando pode perdê-las. Ou quando elas podem perder você.



Lucas: Peyton... É você!
Peyton: O quê?
Lucas: Quando meus sonhos se tornarem realidade a pessoa que eu quero do meu lado... É você.
Lucas: É você, Peyton.


Brooke: Então te encontrei aqui. Lembro-me de ter te encontrado aqui embaixo, depois que sua mãe morreu.
Peyton: Isso foi a oito anos atrás. Sabe, Elie costumava me observar aqui. Ela me disse isso, uma vez.
Brooke: E como vai ser desta vez, Peyton?
Você não vai perder Lucas e Haley, da forma que perdeu Elie e sua mãe.
Peyton: Do jeito que perdi você? Eu sinto sua falta, Brooke.
Brooke: Eu ainda estou aqui.
Peyton: Podemos ser amigas de novo? Por favor?
Brooke: Claro!
Peyton: Como antes?
Brooke: Sinto muito, Peyton, acho que não. 'Como antes' acabou.


Brooke (para Lucas): Ei, sou eu!
Peyton (para Haley): Ei, sou eu.
Brooke (para Lucas): Eu sei que está passando por muita coisa neste momento, e... você sabe... Karen está péssima.
Peyton (para Haley): Nathan está péssimo. Você precisa acordar logo, porque preciso que tome conta de Brooke.
Brooke (para Lucas): Você precisa acordar logo, porque preciso que tome conta da Peyton.
Peyton (para Haley): Eu não posso mais fazer isso. E não podemos deixá-la com a Rachel
Brooke (para Lucas): Além disso, você faz muito bem a ela.
Peyton (para Haley): E não tenho certeza de que ela encontrará o caminho sem você.
Brooke (para Lucas): O que me diz? O que me diz de acordar agora e ajudá-la?
Peyton & Brooke: Oh, e você poderia não contar a ela q nós tivemos essa conversa? Por favor? Obrigada.

Peyton: Sério mesmo? Você está jogando ovos na minha casa?
Brooke: Bom, você vai devolver o meu vestido?
O cara da loja disse que estava com você, e me descreveu essa bunda ossuda.
Peyton: Então vá pelada. Pense no tempo que economizará se ajeitando com o namorado de outra pessoa.
Brooke: Olha quem fala! Vai ser assim mesmo? Ok, então você disse que nunca fomos amigas, não? Nunca significou nada para você. Está bem. Quer ver outra coisa? Aqui tem uma foto sua e do Lucas, no meu aniversário. Então, quem é a vadia agora?
Brooke: Meu Deus! Pare! Para! Pare!
Peyton: Sua...
Brooke: Pare! Me solte! Sou eu que estou sem namorado, sem vestido para o baile e um olho roxo. Você vai ao baile com cara que ama. Então, você venceu! Ok, Peyton! Você venceu. Por que você ainda se importa?
Peyton: Por que eu me importo? Brooke, esse foi um dos piores anos da minha vida. E eu precisava da minha melhor amiga mais do que nunca. E você, me jogou fora por ter sido honesta com você. E você nunca mesmo, foi honesta comigo.
Brooke: Peyton...
Peyton: Você fez piada da morte da minha mãe Brooke. Você conhecia ela, você chorou comigo quando ela morreu. E agora, você a usa como uma zoeira, como uma piada para me magoar. Magoou, mesmo. Mas não mais, porque você e eu terminamos. Você está certa, ela está morta. E até onde eu saiba, você também.


Lucas: Você jogou bem pra caramba hoje.
Skills: Mas não foi nada da altura de Lucas Scott.
Lucas: Não, foi da altura de Skills Taylor, e é exatamente o que o time precisa. Olha, cara, sinto muito por como tudo acabou com a Brooke.
Lucas: Sabe, Mouth disse que ele queria que nunca tivéssemos saído da Rivercourt. Acha que ele tem razão? Eu acho que as coisas seriam mais fáceis. Se nunca tivéssemos saído, nunca teria perdido a Brooke. Duas vezes. Jimmy e Keith ainda estariam vivos.
Skills: É uma maneira muito estúpida de analisar isso, cara. Sabe, considerando que se você nunca tivesse saído da Rivercourt, você nunca teria ficado com a Brooke. Duas vezes. O seu irmão ainda seria um estranho. E a astro do rock, Haley Scott, ainda seria a velha e chata Haley James. Não pode discutir com a vida, cara. Eventualmente, você tem que vivê-la. Como você viveu hoje a noite. Não se preocupe, cara. Sinto que algo está para te acontecer, grande, esperando para acontecer.


Lucas: Queria me ver treinador?
Whitey: Sim... venha até aqui filho.
Lucas: Esse é o número do Keith!
Whitey: Eu tenho certeza que era isso que ele queria! Tomou os remédios?
Lucas: Sim senhor.
Whitey: Bom. Sabe de uma coisa? Foi muito delicado sua mãe vir aqui e pedir para coloca-lo de volta no time. Ela te ama muito para colocar os seus sonhos à frente do medo dela. Você vai ter 15 minutos para jogar e fazê-la se orgulhar... e uma vida para deixar ambos orgulhosos.


Lucas: Ainda não acredito que Jimmy matou você, Keith.
Keith: Por que acreditar? Jimmy Edwards era seu amigo, Luke. Você o conhecia. Você era legal com ele. Depois de tudo que viu, não acha que essa bondade teve impacto?
Lucas: Se tivesse tido, você ainda estaria vivo.
Keith: Você realmente acredita nisso, Luke? Olhe seu coração, ok?
Pode estar fisicamente afetado, mas ainda sim é bom. E é o que faz você ser você...
Luke, você mudou a vida de outras pessoas abrindo seu coração. Não acabe com isso.
Luke, olhe em volta, nesse corredor. Você estava aqui naquele dia. O que você viu?
Lucas: Não vi nada!
Keith: Abra seus olhos, Luke.
Abra seus olhos, igual seu coração.
Abra seus olhos, Luke.
Abra seus olhos, Lucas.


Karen: Nathan.
Nathan: Eu preciso ver a minha esposa. Haley, não podemos ficar separados assim, precisamos ficar juntos. Sempre e para sempre.
Karen: Vou deixá-los a sós.
Nathan: Eu sinto muito, ok? Eu nunca quis machucar você, me desculpe por tudo o que eu fiz.
Haley: Eu sei que você sente muito e que não tinha a intenção de me machucar, mas eu preciso saber se você será honesto comigo.
Nathan: Eu prometo.
Haley: Eu preciso saber se você se abrirá para mim, Nathan. Se você se abrirá completamente.
Nathan: Eu irei, ok? Tentarei me abrir mais... É que às vezes fico com medo de me abrir e você ver quem eu sou de verdade, o cara que eu era antes de te conhecer. Eu não me orgulho daquela pessoa, de como eu era, mas se eu tiver que ser aquele cara para te proteger, então eu serei ele. Olhe, se você quer que eu me desculpe por ter te defendido ou, por ter brigado com alguém que te machucou, então eu não posso fazer isso. Não vou fazer isso. Porque a verdade é que eu nunca serei esse tipo de cara. O tipo de cara que não faz nada enquanto todos te machucam. Você entende?
Haley: Eu não posso.
Nathan: Haley, você tem que entender.
Haley: Não, eu não posso continuar aqui em um pé só, então se há algo mais a ser dito eu tenho que sentar, mas se você já acabou então me leve para casa, porque eu estou cansada, com saudades e eu amo todas as versões de você.


Rachel: Ok, eu te trouxe aqui, enchi esse seu copo horroroso com álcool você nem bebeu! É assim que passa todos seus aniversários?
Brooke: Não, normalmente eu passo com Peyton, mas não esse ano.
Rachel: O que está acontecendo de qualquer forma? Eu perdi algumas partes quando estava afogada no rio.
Brooke: A Peyton gosta do Lucas.
Rachel: Ela tentou dormir com ele? Pois eu tentei também.
Brooke: Ela beijou ele, no dia do tiroteio. Ela beijou ele na biblioteca.
Rachel: Bem, se você está para morrer, ou sangrando até morrer, tem um passe-livre para beijos. O que mais ela fez?
Brooke: Ela teve a audácia de dizer que se afastaria se eu amasse ele.
Acredita nisso? Ela queria que eu declarasse meu amor pelo meu namorado.
Rachel: E por que não declarou? Ok, deixa ver se eu entendi...
Você não gosta mais do Lucas, a Peyton sim. Mas ela está disposta a esconder esses sentimentos se você pedir... Parece ser uma ótima amiga pra mim. Olha só, o seu presente chegou. Pelo menos um deles, você escolhe.
Brooke: Não é meio cedo pra você? O terno do Cooper nem teve tempo de secar ainda...
Rachel: Cooper se foi, Brooke.
Então estou usando seu aniversário para me entupir de álcool e garotos.
Brooke: Uma ficada de uma noite só vai piorar as coisas. Amanhã vai ser pior.
Rachel: Mas hoje vai tornar tudo melhor. Qual deles você quer, afinal?
Brooke: Eu não posso.
Rachel: Á vontade. Não espere acordada.


Skills: Você disse "oh"? A Peyton disse "eu estou apaixonada por você" e você diz "oh"? Belo trabalho, jogador.
Lucas: Ela me pegou de surpresa, o que eu deveria ter falado?
Skills: Não "oh"! Tá, o que mais você falou?
Lucas: Eu falei algo sobre sermos amigos e fui embora.
Skills: E você acredita nisso? Que você e a P. Sawyer são somente amigos?
Lucas: Sabe de uma coisa Skills? Por um bom tempo eu pensei que nós pudéssemos ser algo mais, mas nunca pareceu dar certo, sabe? Então em um certo ponto você tem que aceitar o fato de que não era pra ser.
Skills: Mesmo que ela queira mais?
Lucas: Ela está só um pouco confusa. Por acaso ela teve um ano difícil e por acaso eu estava lá para salvá-la algumas vezes.
Skills: Talvez seja você que está confuso. Porque você não a resgatou por acaso algumas vezes. Você não voltou por acaso para a escola aquele dia ou para salvá-la do Derek psicótico. A Peyton estava lá por acaso. Mas você escolheu estar lá.
Então, talvez você tenha que pensar sobre isso.


Skills: Você acredita, cara? Eu e meu parceiro representando o RiverCourt. Hey, como essas pílulas funcionam mesmo? Quero dizer, como elas te mantêm vivo?
Lucas: Elas... diminuem o ritmo do meu coração. Então eu não posso ir na velocidade total. E é por isso que o Whitey quer que eu jogue apenas uma parte do jogo.
Skills: Talvez ele queira que você jogue apenas uma parte, porque ele me tem para o jogo inteiro.
Lucas: Ouça, eu tenho que falar com você. Nathan vai entregar o jogo hoje. Se lembra quando nós vimos ele falando com aquele Daunte? Ele vai entregar.
Skills: Diabos cara, temos que contar ao Whitey!
Lucas: Não podemos. Isso vai magoá-lo mais ainda do que perder o jogo.
Skills: E quanto ao meu coração? E quanto ao seu coração? E quanto ao coração do time todo?
Lucas: Eu sei. E é por isso que temos que ganhar esse jogo. Você e eu.
Skills: Como?
Lucas: Nós excluiremos o Nathan. E jogaremos o jogo de nossas vidas.


Lucas: Está ocupada?
Peyton: Não, estou só fingindo. Desculpa por ter agido de maneira estranha mais cedo.
Lucas: Você quer dizer quando não me deu um beijo no pátio, ou quando disse que sonhos são como e-mail dos fantasmas?
Peyton: As duas coisas.
Lucas: O que há de errado Peyton?
Peyton: Eu quero te beijar Luke, sério mesmo. Eu só não quero te perder.
Lucas: Ei, o que te faz pensar que irá me perder?
Peyton: Apenas o fato de eu sempre perder todo mundo que eu gosto.
Toda hora que eu me abro para alguém ela sai da minha vida, ou então morrem, se mudam, ou são mandados para o Iraque, ou acabam virando um maluco como o Norman Bates ou...
Lucas: Nem todos.
Peyton: Luke, da última vez que nos beijamos você teve uma parada cardíaca.
Lucas: E eu não morri. Eu não poderia morrer. Você sabe porque?
Porque eu tinha que voltar, olhar para esses seus olhos verdes e te dizer que te amo.
Eu te amo, Peyton. Você não me afastou. Eu voltei por sua causa. E eu esperarei você não importa quanto tempo passar.


Lucas: Está pronta pra ir embora amanha? Ei, o que houve?
Brooke: Eu não sei, eu só... Eu sei q seguir em frente é uma coisa boa. Eu acho q só estou assustada, sabe? Colégio é seguro e eu não tenho certeza se estou pronta para o mundo real.
Lucas: Nos últimos meses eu estive escrevendo isso. Está faltando partes, até eu lembrar de tudo, mas... Aqui.
Brooke: "Ela era ferozmente independente, Brooke Davis. Brilhante, linda e brava. Em dois anos, ela cresceu mais do que qualquer pessoa que já conheci. Brooke Davis vai mudar o mundo algum dia. E eu nem sei se ela sabe disso."
Lucas: Você vai se sair ótima, Brooke. O mundo não tem chance.

Nenhum comentário:

Postar um comentário